A Norton, fabricante britânica de motocicletas, apresentou novidades para o segmento de média cilindrada. Uma delas foi a Atlas 650, que chega ao mercado em duas versões: Nomad, que segue fielmente o estilo scrambler, e a Ranger, que apresenta uma roupagem com detalhes mais voltados para o fora de estrada, mas nada radical.

As duas versões estão equipadas com um propulsor bicilíndrico de 650 cm³ de cilindrada, que desenvolve 86 cv de potência e 6,49 kgf.m de torque. A diferença entre as duas, além das pequenas alterações de design, é a roda de 19 polegadas na Ranger, contra 18 polegadas na Nomad. Os freios, a disco nas duas rodas, são Brembo, e o tanque tem capacidade para 15 litros.

A Superlight é uma versão menor da superbike da marca, a V4 RR. A moto também conta com um motor de dois cilindros e 650 cm³, mas que no modelo desenvolve 106 cv de potência e 7,6 kgf.m de torque. 

O pacote de equipamentos e eletrônica é digno de motos maiores: suspensões Öhlins totalmente ajustáveis, freios Brembo, acelerador eletrônico, controles de tração e de largada, três modos de pilotagem (Road, Sport e Pro Race) e quickshifter bidirecional. O tanque de combustível é de 18 litros e o peso em ordem de marcha é de 180 kg.

A Superlight certamente será vista na disputa da Ilha de Man na classe Lightweight, que tem sido dominada pelas motos da Kawasaki. Será que a Norton conseguirá quebrar o domínio dos japoneses?

Fonte:
Equipe MOTO.com.br

Fonte: Moto.com.br

Comentários

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do General Osório Motos.